SINDMAC/DF, SINTRAMACON/DF E ACOMAC/DF ENCAMINHAM OFÍCIO CONJUNTO AO GOVERNADOR IBANES ROCHA DEMONSTRANDO A NATUREZA ESSENCIAL DO COMÉRCIO VAREJISTA DE MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO NO DF.

As entidades, por seus representantes legais, a luz de argumentos plausíveis, enviou no dia 19/03/2020 ofício o governo do DF para demonstrar o caráter essencial e de primeira necessidade das Lojas de Varejo de Materiais da Construção, em tempo de pandemia, no sentido de sensibilização para que as lojas de materiais de construção e os home centers do Distrito Federal possam também estar nesta linha de frente no combate á pandemia ao COVID-19.

Dentre vária razões as entidades apontaram esse caráter às lojas de materiais da construção, destacando-se: 1. As lojas de materiais de construção vendem todo material para reparos, manutenção, limpeza, higienização e assepsia do lar (lembrando que teremos muitas pessoas em quarentena); 2. Caso ocorram chuvas são encontrados pela população diversos produtos e materiais para consertar suas habitações (telhados; encanamento; contenções; iluminação; eletricidade; 3. Caso ocorra alagamentos e vazamentos as Lojas de Materiais da Construção têm bombas, mangueiras e material de limpeza; 4. Em caso de rompimento de encanamentos, é possível encontrar em nossas lojas todo material para conserto e reparo, assim como chuveiros e sistema de aquecimento de Água que são fundamentais para a saúde da população; 5. Caso haja algum problema com a rede elétrica essas lojas comercializam produtos e equipamentos para o devido conserto, evitando assim curto circuitos e incêndios; 6. São comercializados também todo material necessário para ventilar os lares e assim higienizar o ar (medida recomendada pelas autoridades competentes); 7. Como já mencionado acima, há uma grande variedade de máscaras de proteção PFF2 e PFF3, luvas de proteção e álcool em gel; 8. Como reforço, também A disposição do público existe uma grande linha de limpeza domiciliar (Lares) e profissional (ex.: acessibilidade; lares para idosos; hospitais; hotéis; empresas de transporte, etc.) com destaque para os alvejantes, detergentes, água sanitária, esponjas, panos, máquinas de alta pressão; aspiradores, inclusive profissionais, entre outros;

 As entidades também se comprometeram instalar nas lojas do comércio de materiais de construção em todo o Distrito Federal postos de coletas de doações de materiais de limpeza e assepsia a serem destinados a hospitais públicos, creches, presídios e entidades beneficentes indicadas pelo Governo local.

Sindmac/DF, Sintramacon/DF e Acomac/DF  e todos os seus colaboradores no Distrito Federal estão disponíveis à auxiliar as autoridades sanitárias e  sociedade civil no sentido de manter diálogo constante com todas as esferas de poder, inclusive, estamos disponíveis para reuniões setoriais com as autoridades competentes, para unir esforços em prol dos brasileiros para minimizar ao máximo o impacto na saúde e bem estar das famílias e comunidades, colocando-se a disposição para o engajamento às campanhas e medidas determinadas pelo Poder Público.

Para nossa satisfação o segmento obteve êxitos e teve o reconhecimento do caráter essencial e de primeira necessidade das Lojas Varejista de Materiais da Construção no Distrito Federal em tempo de pandemia motivada pelo COVID 19, conforme Decreto nº 40.539/2020, a manutenção do funcionamento do setor resultou em exemplo interessante para outras categorias.

Inicialmente foram tomadas medidas preventivas e educativas nos locais de trabalho, seguindo as recomendações da Organização Mundial de Saúde/OMS, Ministério da Saúde e Secretaria de Saúde do Distrito Federal, como: adoção de práticas de higienização, utilização de máscaras e equipamentos de proteção, distanciamento social e priorização no afastamento de funcionários pertencentes ao grupo de risco, as lojas do segmento instalaram postos de coletas de doações de materiais de limpeza e assepsia que foram e continuarão a serem destinados a hospitais públicos, creches, presídios e entidades beneficentes indicadas pelo GDF.

Durante esse tempo de quarentena nossas 3.000 lojas estão abertas, com a estrita observância aos preceitos e regras determinadas pelo Poder Público, colocando à disposição da sociedade a grande variedade de produtos de primeira necessidade / essencialidade que têm garantido a estabilidade dos lares dos brasilienses, e atendendo na modalidade delivery, e fornecendo ainda produtos para hospitais, construtoras e órgãos públicos, garantindo o abastecimento dessas atividades essenciais, inclusive para a manutenção, reforma e ampliação de serviços hospitalares.

Com a geração estimada de 30.000 (trinta mil) empregos diretos no Distrito Federal, a manutenção do funcionamento do comércio de materiais de construção, com a observância das cautelas mencionadas, não representou risco à saúde pública, vez que não temos conhecimento de colaboradores contaminados.